CINQUENTA TONS DE LIBERDADE - E L JAMES

"Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda.

Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado.

Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade."

ATENÇÃO! Essa resenha contém spoillers de 50 tons de cinza e 50 tons mais escuros.

Começando.

QUE MANEIRA MAIS LINDA DE SE "TERMINAR" UMA SAGA. Que livro foi esse, gente? Juro que eu não esperava nada comparado ao que tinha escrito nesse livro. Claro, todo mundo sabe que Ana aceita Christian em seu pedido de casamento, mas eu pensava que ia ser totalmente diferente.

A história é romântica sim! Se algum dia alguém chegar e falar pra mim: "Cinquenta tons? Aquele livro é uma pornografia!" eu juro que vou dar um mortal triplo carpado seguido de vários murros na cara dessa pessoa completamente desinformada. Claro, em 50 tons de cinza você acaba com aquela sensação de que o livro é simplesmente erótico, sem o romance que dizia atrás. 

Mas com o decorrer da saga, você vai vendo o amadurecimento da relação entre os dois, e dos próprios personagens. A forma como eles lidam com o passado e com os medos mostra que eles amadureceram muito em um curto espaço de tempo. 

Amei as reviravoltas do livro, e principalmente como terminou. Nunca chorei tanto na vida. (de alegria, claro!)

A escrita estava perfeita, o tamanho da letra, a capa... tudo. Claro, a Intrínseca nunca erra em nada. Em geral, eu amei o livro, e agora só resta esperar os filmes. Vamos ver se essa produção vai conseguir deixar o filme tão perfeito como a saga.

Vocês leram? O que acharam?
Pausa para um livro

You May Also Like

0 comentários