O LADO BOM DA VIDA - MATTHEW QUICK

"Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança."



INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Edição: 1
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 256
Skoob: AQUI





Eu não tenho muito o que falar desse livro. Não sei, não encontro palavras. Não é para dizer que o livro é excelente e tudo mais. Mas pelo fato de que esperava um pouco mais. Não vou dizer do que se trata o livro, já que tem muito bem explicadinho na sinopse. Eu realmente entendo as limitações de Pat e Tiffany, e sei dos problemas que eles passaram, e eu realmente esperava alguma coisa deles, mas sei lá né?

Mas vou lhe dizer o mesmo que digo para os meus alunos quando se queixam da natureza deprimente da literatura americana: A vida não é um filme de censura livre para fazer com que a pessoa se sinta bem. Muitas vezes a vida real acaba mal [...] E a literatura tenta documentar essa realidade, mostrando-nos que é possível suportá-la com nobreza.
Eu acredito muito nessa frase de Nikki, e acho que se encaixa em O Lado Bom da Vida. Talvez eu esperasse um 'filme' dessa história, e eu me deparei apenas com a realidade, com o que pode realmente acontecer. Eu ainda não formei a minha opinião se eu amei, ou se eu só gostei. Achei linda a forma que Pat supera as coisas, e como Tiffany e Jeani gostam e cuidam de Pat. Acho que mesmo eu esperando outro tipo de história, eu me apeguei aos personagens e a história de uma maneira, que estou sofrendo por ter terminado e não consegui saber o que aconteceu com Pat, Tiffany, Jack e todo mundo.

Posso dizer que essa capa ficou linda, a Intrínseca caprichou mesmo. A diagramação ficou ótima, porém teve alguns errinhos básicos de português, mas qualquer coisa totalmente perdoável comparada a história. Achei as letras ótimas, sem cansar a vista.... além de que é um livro para você ler em uma tarde de tão fácil que é a leitura né?

Acho que todos que tiverem a oportunidade, leiam, porque é uma maneira linda de se ver O Lado Bom Da Vida, literalmente.

Até.
Pausa para um Livro

You May Also Like

3 comentários

  1. Esse livro está na minha meta de leitura faz um bom tempo. Fico feliz que gostou! Já vi o filme, mas nada pode se comparar ao livro. Gostei da história, não sei se no livro eles também se conhecem durante um jantar, mas preciso ler essa parte rsrrs
    A sensação de quando esperamos algo da história e ela, de alguma maneira, acaba nos surpreendendo e prendendo aos acontecimentos e ótima.

    Abraços,
    Paulo Cezar - Fun's Hunter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não vou contar, mas acho que você tá certo em tudo que falou. E eu ainda não acredito que Paulo Cezar, devorador de livros ainda não leu o Lado Bom Da Vida! Eu vejo o quanto de livros bons que você lê, pensei que esse livro seria fichinha para você. Tenho certeza que você vai gostar Paulo.

      Obrigada por toda essa visita inesperada.
      Beijos

      Excluir
  2. Vi o filme mas prefiro sempre ler o livro. Acho que o livro lhe dá a liberdade de criar seus cenários e personagens. Gosto muito dessa nova leva de livros que nos trazem a realidade com ela é, sem aqueles finais felizes que tantos amamos, é verdade, mas que nos deixam com a ilusão, como a autora disse, de que a vida é um filme. Ele vai subir na minha lista de leituras pq gosto de livros que te inquietam como ele fez com você!!!

    Parabéns pela resenha!!!

    Adriana Medeiros
    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir