Sol e Tormenta - Leigh Bardugo

Edição: 1
Editora: Gutenberg
Ano: 2014
Páginas: 368
Skoob: AQUI
Comprar: Editora, Saraiva & Submarino


Atenção ! Este livro pode - e provavelmente vai - conter spoillers sobre o primeiro livro.

Enredo
Este livro para no mesmo pedaço de tempo onde acabou Sombra e Ossos. Maly e Alina acabaram de fugir da Dobra e do Darkling, e estou vivendo como fugitivos, o que é completamente justificável se levarmos em conta o que Alina descobriu e vivenciou no primeiro livro. Ela tem que esconder que é uma Conjuradora do Sol, e isso a está corroendo por dentro. Enquanto isso, o Darkling ressurge com um novo poder, que poderá arruinar TUDO. 
Alina deve voltar ao seu país de origem, junto com um corsário excêntrico, em busca da salvação do seu país. O problema que cada vez que aceita o seu poder, mais afasta Maly, e Alina deve escolher o que é mais importante pra ela: Abraçar o seu amor ou o seu poder.



Desenvolvimento da obra
Esse livro conseguiu ser tão eletrizante quanto Sombra e Ossos. A história começa já como uma "montanha russa que só vai pra cima". Meu coração não aguentava tanta emoção. Tem muita aventura, muito poder, muita luta. Acredito que a linguagem da Bardugo amadureceu bastante, assim como seus pontos tocados na obra. 
Mesmo sendo uma fantasia, tem  um principio e uma moral. Ver que todos temos luz e trevas dentro de nós é um assunto bem legal, e a forma de aceitar o que você é foi o tema mais adequado para a obra. Outro tema legal que foi colocado na obra é que temos que escolher entre o bem comum ou o bem do seu ego. Enfim, não tenho o que discutir.

Personagens
Alina conseguiu ficar mais chata nesse livro, só que ao mesmo tempo eu entendo. Ela tenta lutar contra o seu poder, por causa do seu amor. E depois, quando vê que o país realmente precisa dela, abre mão de muitas coisas para ajudar. E no percurso abraça o seu poder de uma maneira linda, porém assustadora. 
Maly me fez ter ÓDIO dele, ÓDIO MESMO. *Que cara mais injusto, egoísta, egocêntrico e tudo mais. Ele simplesmente não pensa em Alina NENHUMA vez. Quem leu vai dizer: "Mas Tamiris, ele ficou correndo atrás dela o tempo inteiro, cuidando e protegendo ela", ok é verdade, mas ele fez isso esperando que ela fizesse algo em troca, coisa que ela não poderia fazer. Ele tem que entender que ela é a Conjuradora do Sol!!!!!!* Desabafei.  
Darkling continua o mesmo. Mas quem me conquistou foi um personagem que apareceu no meio do caminho, e que fez coisas super legais. Enfim, sem muitos detalhes.


Diagramação e Conclusão
Não tenho o que dizer sobre a diagramação da Gutenberg, totalmente correta e bem feita. Amei a capa, seguindo o estilo da primeira. E só digo uma coisa: PRECISO DO ULTIMO VOLUME, por favor!
A história é excelente, e eu não canso de indicar nenhuma vez esse livro ♥

You May Also Like

1 comentários

  1. Tamiris gosta de me deixar louca por um livro! Se o livro já começa com uma montanha russa que só vai pra cima quem não vai amar? :D
    Gostei do fato da diagramação da Gutenberg ser bem feita e correta!
    Amei a resenha! Bjs <3

    ResponderExcluir