A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr



Editora: Verus
Edição: 4
Ano: 2010
Páginas: 586
Skoob: AQUI
Comprar: BUSCAPÉ



Oi pessoal, hoje vou fazer a resenha um pouco diferente. Resolvi me "libertar" um pouco dos tópicos, pois eles iriam acabar me limitando na tentativa de falar para vocês de um livro tão fantástico.
Confesso que comecei a ler "A Batalha do Apocalipse" porque meu namorado insistiu muito e, apesar de já ter ouvido excelentes críticas sobre o livro, eu comecei a lê-lo sem muita expectativa, pois não estava no clima mesmo.
As primeiras 50 páginas foram um tanto quanto chatas, até porque eu estava desacostumada com o tipo de escrita do Eduardo Spohr, ou seja, passei quase três dias lendo 50 páginas. Para compensar, as outras 500 páginas do livro fluíram de uma forma inimaginável.
O romance brasileiro conta a história dos anjos e arcanjos que governam tudo enquanto aguardam que Deus acorde após os 6 dias da criação.


Para quem conhece um pouco da bíblia cristã, sabe que após a criação Deus descansou, no sétimo dia. De acordo com a história do livro, esses dias, na verdade, são eras e nós ainda estamos vivendo a era que marca esse sétimo dia.
O mundo então está sob o comando do tirânico Arcanjo Miguel, que vive em uma outra dimensão dentro dos Sete Céus e que quer destruir toda a humanidade.
 É impossível resumir um pouco da história, que é muito profunda e cheia de flashbacks que te fazem viajar por toda a história da humanidade, desde Atlântida até uma futura Terceira Guerra Mundial.
"Deus, o Senhor Supremo de Todas as Coisas, continuava imerso no profundo sono que caíra após ter concluído o  trabalho da criação [...] Enquanto ele permanecia ausente, os arcanjos ditavam as ordens, impondo seus desígnios no céu e na terra. Sentados no topo de seus tronos de luz, cada um deles almejava alcançar a divindade."
Impossível não se apaixonar pelo Anjo Renegado Ablon, pela feiticeira Shamira e todos os outros personagens que fazer parte da trama, que são muito bem construídos e amadurecem no decorrer de toda a história.


Confesso que o livro me surpreendeu muito mesmo, a historia é uma ficção extremamente bem construída e que, apesar do tema, não possui vínculo com nenhuma religião.
Além de tudo, a melhor parte do livro foi o final que, no mínimo, foi surpreendente e reflexivo, fazendo você pensar para entender o que aconteceu. É algo quase impossível de descrever, me deixou uns dois dias na maior ressaca literária que eu já tive.

Para quem é fã da boa e velha ficção fantástica, esse livro é perfeito. A diagramação me surpreendeu também, além da capa linda e das folhas amarelas, o livro é dividido em 13 grandes capítulos que se subdividem em tópicos menores, o que deixa a leitura muito confortável. Apesar da fonte ser pequena e as margens serem bem pequenas (tem muuuito texto em cada folha) a leitura é muito rápida depois que você pega o ritmo e se acostuma com a escrita do autor.

You May Also Like

22 comentários

  1. Fiquei meia na dúvida, por ser o começo lento e ter lido em 3 dias 50. Mas relaxei mais com a fluidez que leu depois. Não sabia que era nacional. Bem legal o enredo, vivendo ainda os sete dias? nem me imagino...
    Gostei bastante do modo que se expressou do livro, como tem partes que são bem do passado e mais atualmente, anjos e feiticeiros. Adoro ficção e acho que seria uma boa leitura, gostei do mundo que o ator criou no livro.
    Beijos Clara,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor parte do livro é, justamente, todos os flashbacks que o autor faz, é muito interessante ver a visão dele em diversos acontecimentos históricos. A leitura dele é muito gostosa, tenho certeza de que os amantes da ficção vão adorar.
      Beijos :*

      Excluir
  2. Que bom que você gostou da leitura! Faz um bom tempo também que li e fiz uma resenha.
    Confira: umbaixinhonoslivros.blogspot.com.br/2014/10/resenha-1-batalha-do-apocalipse.html

    Achei o livro um pouco pesado! E não seria muito o caro de reler ele agora novamente.
    Na resenha eu coloquei que não gostei muito "pois o autor enrolou bastante", mais gostei! Recomendo esse livro sem sombra de dúvidas.

    Parabéns! Continue assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk eu amei o fato do livro ser pesado, não gosto muito de leituras leves, principalmente em histórias que precisam ser assim. Eu acho que o autor fluiu muito bem no texto, enfim, acho que nos duas vimos lados opostos do livro, por isso que as resenhas são tao boas. Vou dar uma olhada no seu blog. Beijos :*

      Excluir
  3. Que bom que depois o livro pega o ritmo da coisa, mas fiquei assustada com o tamanho e por você dizer que tem muito texto em cada página.
    Acho que um dia darei uma chance, pois ele parece ser um pouco pesado.
    Ótima resenha! Bjs, Clara <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dilza, apesar de parecer muito, quando o livro acaba você fica chorando e pedindo mais. O final dele é simplesmente perfeito. Espero que você goste dele tanto quanto eu gostei. Beijos :*

      Excluir
  4. Adoro livros assim, que começam chatinhos, mas depois se revelam ser uma 'caixinha de surpresas'. Eu sou fã de livros com anjos - menos aqueles que só falam em religião -, acho realmente fascinante! Já tinha visto esse livro, mas não me interessei pela capa nem pela sinopse, porque achei que se tratava mais sobre religião do qualquer outra coisa, mas agora, lendo a resenha, vi que eu não poderia estar mais errada! Mas, vou corrigir esse erro o mais rápido possível! Fiquei super interessado por esse livro, e assim que eu puder, vou compra-lo!

    PS: 13 capítulos?! Devem ser beeeem grandes então, porque o livro não é fininho!kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda,
      Esse é um engano bem frequente, mas não se deixe levar por isso. O livro é simplesmente perfeito e o assunto da religião passa bem longe do tema principal (acredite, eu também não gosto de livros religiosos). Tenho certeza que você vai amar o livro assim como eu amei *-*
      Quando ler avise se gostou, tá?
      Beijos :*

      Excluir
    2. Eu tenho quase certeza que vou amar, porque eu sou fã de livros com anjos. Não sei porquê! Sempre amei esse tema. Mas, muitos eu não lia porque achava que tinha muita religião envolvida, e infelizmente esse estava entre eles. Entretanto, agora que eu sei do que realmente se trata o livro, estou louca pra compra-lo.

      Pode deixar, assim que eu terminar a leitura eu darei minha opinião.
      Beijo!

      Excluir
  5. Clara pois agora eu vou ficar te perturbando: Você precisa ler os outros livros do autor! Urgente, agora mesmo! Lêeeee! kkk O Spohr é meu autor nacional preferido, AMO ABdA e amo o Ablon e a Shamira <3
    Eu também achei a leitura um pouco lenta no começo, demorei um pouquinho pra engatar mas na 2° vez que li o livro, como eu ja estava acostumada com a narrativa li bem rapidinho. Acho incrível como o Spohr montou os flashbacks, a descrição de Atlântida, a parte da torre de Babel, é tudo tão bem descrito que eu me sentia la no momento. Foi um livro que me deixou refletindo um bom tempo.
    E é sério Clara, leia Os Filhos do Éden, compensa tanto quanto ABdA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOOOOUN NATHALIA, eu também AMO o Eduardo, mas devo admitir que Raphael Draccon é meu autor nacional preferido. É realmente incrível como ele montou toda a história do livro, fiquei fascinada. Eu tenho só o primeiro livro de Os Filhos do Éden, tô sem poder comprar o segundo agora, mas assim que puder vou lê-los.
      p.s.: estou aceitando presentes kkkkkkk
      beijos :*

      Excluir
  6. Fiquei curiosa agora. Tinha intenção de ler esse livro por ter ouvido muitos falarem bem, e por ser um autor nacional *gostaria de ler mais livros de ficção nacional* e MEU IRMÃO TEM. Mas ainda não estava muito animada. Agora estou super a vontade de ler. Uma pena que comprei livros por esses dias e chegaram ontem e agora estou com dez não lidos na minha estande. Porém, acho que consigo encaixar ele no meio depois dessa resenha. :3

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não gostei muito, não faz o meu tipo.
    Não gosto de livros que falam sobre o apocalipse ou o fim da humanidade, apenas em alguns casos que eu gosto.
    Mas este livro não me conquistou.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Clara.

    Não conhecia o livro e muito menos o autor. Gosto sempre de conhecer os autores nacionais e a sua resenha me apresentou mais um.<3
    Gostei muito da premissa do livro e fiquei bem curiosa quanto a leitura. E tão bom quando saímos de nossa zona de conforto e nos arriscamos em outros gêneros.
    Agora quero muito ler este livro, está anotado aqui.

    Paradise Books BR

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá, moça.
    Adorei sua resenha, e por ser um livro que flui rápido em suas mais de 500 páginas, eu até leria o livro, mas pelo fato de se tratar de um assunto (ão diretamente) religioso, eu fico com um pé atrás. Gosto de literatura fantástica, mas esse livro não me chamou muito a atenção. Para quem gosta deve ser um prato cheio, e para quem não gosta e tem curiosidade deve ser uma surpresa lê-lo, já que você amou ele.

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Clara, confesso que tenho esse livro na estante e já tentei ler várias vezes sem sucesso. Adoro fantasia fantástica, mas devido a essa "enrolação" inicial que você citou eu acabei deixando ele de lado. Com a pilha de livros de parceria que tenho para ler não tenho muito tempo para esperar uma leitura pessoal funcionar. mas é claro que ainda pretendo ler, e se tudo der certo, muito em breve. pois assim como você já ouvi maravilhas sobre o livro!

    ResponderExcluir
  11. Oi Clara, confesso que tenho esse livro na estante e já tentei ler várias vezes sem sucesso. Adoro fantasia fantástica, mas devido a essa "enrolação" inicial que você citou eu acabei deixando ele de lado. Com a pilha de livros de parceria que tenho para ler não tenho muito tempo para esperar uma leitura pessoal funcionar. mas é claro que ainda pretendo ler, e se tudo der certo, muito em breve. pois assim como você já ouvi maravilhas sobre o livro!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Maria Clara!

    Embora você tenha elencado diversos pontos positivos, não consigo ter vontade de lê-la. Meu tio me emprestou o exemplar dele, mas estou pensando em devolver, mesmo sem ter lido. O estilo de literatura (mitológica) não me atrai, então dispenso!

    Até breve,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bom?
    Eu quero muito ler esse livro, ele me parece ser ótimo só vejo elogios, que bom que você gostou do livro, e que ele é surpreendente, confesso que sei bem pouco dele, e gente eu estou super curiosa para esse final que você não consegue nem descrever.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  14. Nossa o livro parece ser ótimo, curto muito histórias com anjos, fiquei doida pra ler esse livro, já foi pra minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  15. Oiii
    Eu amo livros assim! Sabe, eu sou muito adepta das temáticas religiosas, mesmo não me ligando a nenhuma em específico. Amo toda a coisa de O código Da Vinci, Anjos e Demônios, A mão esquerda de Deus... Nem preciso dizer que fiquei HIPER interessada nesse livro! E já tenho até um amigo pra recomendar o livro também! Haha Gostei dessa nova abordagem sobre os sete dias da Criação, parece muito interessante!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oii Maria :}

    Amo essa capa sabia? Mas infelizmente só a capa .. Sim, eu gosto bastante dessa história de Anjos e tals, mas já tentei ler esse livro (peguei emprestado de uma amiga) e infelizmente não consegui chegar nem na metade.
    Que bom que tu gostou da leitura .. Ele ainda tá comigo, mas sinceramente? Não sei se vou tentar a leitura de novo..
    Beijos

    ResponderExcluir