Hex hall - Rachel Hawkins

Edição: 2
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Páginas: 304
Skoob: Aqui
Comprar: Saraiva



Sophie é uma adolescente de 16 anos que causa muitos problemas durante sua passagem em 19 escolas, por um pequeno motivo que: Ela é uma bruxa, e quer tentar ajudar as pessoas com quem simpatiza, ou prejudicar aquelas que lhe fazem sentir o oposto. Ela, filha de um bruxo poderoso no qual nunca teve contato, tem sua vida baseada em sua mãe, que é sua melhor amiga e companheira de viagens entre mudanças. Em determinado ponto da vida, o pai de Sophie nota que ela merece mais e que tem que ser disciplinada a encaminhando para Hecate Hall, um colégio de bruxas.

Em seu primeiro dia de aula Sophie já cria inimizade com um clã de bruxas, vira amiga de um tipo de Prodígio (pessoas especiais) que não agrada a todo mundo pelo fato de ser vampira e eles não serem muito bem vistos pelos alunos, e criar uma paixonite por um feiticeiro lindo que é namorado da bruxa com quem ela criou inimizade. Bem cheio certo? Mas isso não é nem perto do que ela ainda vai passar no decorrer da obra.

Sentia muita vontade de ler Hex Hall por motivos de me atrair pela sinopse, mas fiquei ainda mais feliz com o resultado do livro. Ele é fluido, leve e super fácil de ler mesmo se tratando de fantasia, que tende a ser cansativo inicialmente. Eu não senti problemas em começar ou avançar na leitura.
Prodígios. Uma palavra chique para designar monstros. Era isso que todos ali eram. Era isso que eu era.
Rachel conseguiu criar uma história interessante, trazendo como protagonista principal a menina SUPER ESPECIAL que não sabe mais da metade da sua história e que chega pra mudar o mundo dos bruxos. Sophie tem que ao mesmo tempo conhecer sua história e lidar com muitos problemas que são colocados a ela durante a obra, só que a autora fez com que fosse simples. Achei interessante porque não é um livro APENAS de bruxos, tem todo um contexto em cima que une os bruxos, os metamorfos, os lobisomens e os vampiros. Tem toda essa coisa de bruxo bom e bruxo ruim. Achei legal fazer essa mistura no livro, porque acaba tendo mais história pra contar.


O livro é curto e dá pra ler em um dia não muito movimentado, o que ainda é mais gostoso. E o final? Você fica querendo ir correndo comprar o próximo para continuar com essa deliciosa obra. A diagramação está mega satisfatória, com uma capa muito muitoooooo linda, simples. A Editora Galera Record está de parabéns com ela. 

Recomendo demais esse livro .

You May Also Like

11 comentários

  1. Olá, Tamiris.

    Adorei sua resenha. Ainda não li esse livro, essa é a primeira resenha que leio sobre Hex Hall, e está bem expansiva, dá para ter ideia do que a obra trata e da qualidade. Sophie parece ser realmente uma personagens especial, apesar de já ter mudado constantemente de escola, a leitura desse livro nos mostra que ela tem muito para descobrir e aprender sobre os seus poderes de bruxa. Eu confesso que fiquei curioso para ler e saber como funciona o colégio Hecate Hall e como a Rachel misturou no livro vários seres fantásticos como vampiros e metamorfos. O final deve ser bastante empolgante, já que nos dá vontade de comprar o próximo. haha

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente amo livros que contem criaturas magias, como bruxas e vampiros.
    Ainda não tinha visto esse livro, mais me apaixonei.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom saber que ele é um livro fluido se tratando de fantasia, já imaginava que seria uma história bem legal de se ler pelas capas, que são bem bonitas mesmo!
    Muito boa a resenha! Bjs, Tam <3

    ResponderExcluir
  4. Sempre tive vontade de ler esse livro mas essa é a primeira resenha que eu leio. Parece ser bem legal, misturar bruxas com outros seres é uma boa jogada pra mim.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bom?
    Fico muito feliz em saber que o livro é fluido, pois eu quero muito ler ele, também me senti atraída pela sua sinopse, achei o titulo e a capa intrigantes, essa é a primeira resenha que vejo dele e adorei, espero conseguir ler ele em 2015.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi Tami, tudo bem? <3

    Eu não me canso de dizer que esse layout tá lindo! Gente, que coisa perfeita.
    Esse tipo de livro me lembra muito os da Meg Cabot, fiquei curiosa pra saber se a escrita da Rachel também é semelhante rsrs Parece mesmo um livro leve e divertido, eu quase comprei uma vez quando estava na promoção... Vou anotar a dica!

    E Tami, o novo blog abriu ♥
    http://www.carolice.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Tamiris.

    Acho a capa desse livro super linda e não sabia que se falava de bruxas, achei muito boa a premissa do livro. Mais um que entrou pra minha lista dos desejados, preciso parar de adicionar livros lá
    Não conheço o trabalho da autora e fiquei intrigada com seus elogios.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR // Sorteio Fim de ano

    ResponderExcluir
  8. Olá, Tam!

    Para ser bem sincero, eu nem conhecia essa obra. Gostei um pouco pelo fato de envolver bruxaria (magia me deixa extasiado), mas infelizmente acho que o livro não faz o meu gênero. Fiquei ainda mais chateado por saber que o livro pertence a uma série, já que estou tentando, ao máximo, reduzir o número de série/sagas/trilogias em minha estante (porque não tenho tempo/dinheiro para tantas). Adorei a resenha ;)

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Tenho uma colega que é doida por esse livro e ela vem tentando me convencer a lê-lofaz um tempo, mas confesso que não sabia muito bem do que se tratava, agora lendo a resenha fiquei interessada. Porém é uma leitura para algum dia, quem sabe. Tudo depende do bolso. Adoro histórias de fantasia e o fato dessa ser leve e fluida ajuda, pois ando numa onda de livros densos que estou cansada já tsc

    ResponderExcluir
  10. Oiii, Tam
    Sempre quis ler essa série também, porque tem bruxos e outras coisitas mais do mundo fantástico, o que me pega de jeito, amo esse universo! E lendo sua resenha, me lembrou automaticamente de outra série, que não sei se você leu, Os Sobrenaturais, de C. C. Hunter, tem toda essa pegada também. Já adicionei ao Skoob, e lerei, com certeza!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Tami :}
    Confesso que quando olhei para o livro não me interessei tanto .. Mas ao ler a sinopse e descobrir que se tratava de uma história de bruxas, bem, o livro claro me convenceu, rs!
    Adoro quando a leitura flui, e como a Rachel é uma protagonista que já me conquistou eu com certeza vou procurar o livro pra ler .. Adorei essa mistura de bruxos e vampiros, é um tanto diferente! Fora que fiquei curiosa pra conhecer a história toda da Rachel !!
    Beijos

    ResponderExcluir