#SemanaComATais : Entrevista

Olá pessoal,


Dando continuidade na nossa semana com a Tais Cortez, autora dos Livros "Golfinhos e Tubarões: O Outro Mundo" e "O Último Homem do Mundo", vamos dar uma olhada?!

Pausa para um Livro: Oi Tais, antes de qualquer coisa, quero agradecer a sua dedicação a essa semana utilizada para conhecer mais você, e a sua colaboração para isso acontecer. A primeira pergunta é de praxe, então, vamos lá: Fale um pouco sobre você.

Taís Cortez: Eu que agradeço seu carinho e interesse em me conhecer melhor! É uma honra estrear essa sua iniciativa tão legal! 
Agora sobre mim: Meu nome é Tais Cortez Ferreira, tenho 26 anos e nasci em Campinas. Sou formada em Relações Internacionais com bidiplomação em Economia pela FACAMP. Desde criança sempre gostei muito de ler. Comecei com os gibis da Mônica e não parei mais...rss
Também costumava escrever poesias. Durante a quarta série, comecei a escrever uma história nas folhas do meu caderno. Dava para minhas amigas lerem, e elas adoravam. Aos quinze anos, terminei meu primeiro livro, que nunca cheguei a publicar, por não gostar do resultado.
Decidi escrever Golfinhos e Tubarões, minha primeira obra publicada, com a intenção de criar o meu livro perfeito, com todos os elementos que eu amo desde que me conheço por gente: poderes paranormais, romance épico, mistério e pitadas de ação. Ele foi publicado em julho de 2013, pela editora Chiado.
Meu segundo livro publicado foi O último homem do mundo, uma comédia romântica juvenil bem leve e divertida. Ele foi publicado pela Amazon em dezembro de 2013 e alcançou a primeira posição dos 100 ebooks grátis mais baixados. Acabei fechando contrato com a LER editora e, em novembro de  2014, o exemplar físico foi publicado.
Recentemente (há dois dias atrás! Hehe) acabei de terminar meu terceiro livro. É o meu primeiro romance com drama cristão e eu estou muito satisfeita com o resultado, pois além de ser um romance super envolvente e apaixonante (meu mocinho preferido é o desse livro!), ele também passa muitos valores cristãos nos quais eu acredito. Estou curiosa para saber a reação dos leitores.
P.S: Acho que já falei demais sobre mim rss...

Pausa para um Livro: Você escreve muito bem, então gostaria de saber de onde vem tanta imaginação para a criação das obras, onde busca o que vai escrever?

Taís Cortez: Muito obrigada. Eu sempre assisti a muitossssss filmes, então acho que minha inspiração vem, em grande parte, deles. Também sou inspirada por livros, claro. Acho que o centro de tudo o que eu escrevo vem do que eu gostaria de ler. Eu sempre escrevo para mim, para me divertir, envolver, sem pensar no que está na moda, ou no que os outros vão achar. Acho que isso é importante porque, independente do que vier depois disso, já valeu a pena ter escrito.

Pausa para um Livro: Como está sendo a repercussão dos seus livros no geral? Você tem tido resultados satisfatórios em relação ao que planejava?

Taís Cortez: A repercussão tem sido muito boa, graças a Deus. É impossível agradar a todos, nem os grandes bestsellers conseguem (o que dirá eu! Rs), por isso estou muito contente por ter agradado a maioria! É muito emocionante receber um feedback legal dos leitores e blogueiras, e saber que algo que você criou com tanto carinho se tornou tão importante para outras pessoas. 
É claro que todo escritor tem sonhos grandes, e eu não sou exceção. Gostaria de ver meus livros em todas as livrarias, mas isso é bem complicado, a não ser que você feche com uma editora grande (verus, intrinseca, gutemberg, rocco, etc). 
De qualquer forma, sei que há a hora certa para tudo e que Deus está guiando meu caminho, como tem feito com cada aspecto da minha vida (amoroso, familiar, profissional...).

Pausa para um Livro: Todo autor normalmente é um leitor, então a pergunta é: Como leitora quais autores lhe encantam? Algum deles lhe motivou implicitamente a se tornar escritora? 

Taís Cortez: Os autores que me encantam são Pedro Bandeira, J. K. Rowling, Stephanie Meyer, Jane Austen e Nicholas Sparks. Não acho que nenhum deles tenha me influenciado a me tornar escritora, já que escrevo desde criança, bem antes de ler qualquer obra deles.

Pausa para um Livro: Golfinhos e Tubarões é uma ficção, O Ultimo Homem do Mundo é um romance. O que seus fãs falam sobre a sua mudança de gênero?

Taís Cortez: Na verdade você é a primeira pessoa a comentar sobre essa mudança haha Eu sempre vi GET como um romance sobrenatural e OUHM como uma comédia romântica, então acho que, de uma forma geral, sou uma autora de romances. Como sempre escrevo para mim, acabo escolhendo a temática a partir de alguma ideia que me venha à mente e que eu tenha interesse em desenvolver. Acabei de terminar meu terceiro livro, que é um romance com drama cristão, o que também se afasta completamente dos outros dois. Tenho ainda uma ideia se desenvolvendo aos poucos na minha imaginação que seria uma espécie de romance com suspense, o que também acabaria sendo uma novidade rss...

Pausa Para um Livro: Você publicou O Ultimo Homem do Mundo no finalzinho do ano passado, correto? Bem, você tem algo já em mente para o próximo livro ou vai esperar um pouco e colher os frutos desse?

Taís Cortez: Publiquei OUHM primeiro em ebook na Amazon, em dezembro de 2013, e depois o exemplar físico em novembro de 2014. Durante um ano e meio (mais ou menos) estive escrevendo meu terceiro livro, um romance com drama cristão, que acabei de terminar. Agora estou animada para conseguir uma boa editora para publicá-lo, mas antes ele está passando por revisão e preciso correr atrás dos direitos autorais. Acho que tem sido sempre assim, eu termino um livro e já começo a escrever outro. Prefiro não escrever mais que um ao mesmo tempo, porque preciso mergulhar na história e cada livro tem uma “energia” diferente rss se é que posso descrever assim. Enfim, agora que terminei esse terceiro, começarei a trabalhar na continuação de Golfinhos e Tubarões, que promete tantas emoções quanto o primeiro! 

Pausa para um Livro: O que você acha dos blogs literários e a sua função nesse espaço?

Taís Cortez: Nossa...eles são, tipo, TUDO. O cenário brasileiro é extremamente adverso para a maioria dos novos autores nacionais. As editoras ainda privilegiam autores estrangeiros e muitas editoras que publicam nacionais cobram valores absurdos para isso e/ou não colocam os livros nas estantes das livrarias. É claro que existem exceções, como Carina Rissi, Paula Pimenta, Tammy Luciano, Raphael Dracon, Renata Ventura, Carolina Munhoz (parecem muitos, mas são pouquíssimos comparados ao número de novos autores), mas a maioria ainda depende da ajuda de blogs literários para conseguir qualquer visibilidade para suas obras. Eu tive muita sorte pois, em um ano e meio nessa trajetória, conheci dezenas de blogueiras fantásticas que me ajudaram demais com suas resenhas, divulgação, apoio e carinho que tem por mim e meus livros. Eu também tenho descoberto muitos autores e livros nacionais através desses blogs, o que tem sido bem legal, pois eu até comecei a ler alguns e gostei bastante.

Pausa para um Livro: Queremos agradecer a sua presença aqui na entrevista. Além disso, tem alguma mensagem para os seus leitores?

Taís Cortez: Eu que agradeço seu carinho e interesse em fazer essa entrevista. Eu gostaria de agradecer todos que tiveram a paciência de ler tudo o que escrevi rss...e, para os meus leitores, quero agradecer o carinho e apoio que têm me dado. Vocês tornam meus dias mais bonitos com seus feedbacks que fazem meu coração acelerar! E para quem ainda não leu nenhuma obra minha, convido vocês a conferirem as sinopses e dezenas de resenhas disponiveis no skoob. Espero que gostem e, quem sabe, podemos conversar sobre o que acharam depois da leitura :D

You May Also Like

6 comentários

  1. Nossa, ela é muito querida pelo que percebi na entrevista, sem contar que ela tem gostos parecidos com os meus para autores!! Acho esse tipo de post muito importante para que a gente perceba que os autores estão de braços abertos para nós blogueiros, isso é importantíssimo!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  2. Muito legal saber mais sobre a Tais, ainda mais agora que já falei com ela e percebi como ela é uma fofa! *-*
    Não vejo a hora de ler os livros dela logo.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Saaaaa, adorei a postagem!
    Gostei demais dessa entrevista, pois vc fez algumas perguntas q eu nunca havia respondido antes!
    Obrigada novamente por me proporcionar essa semana tão especial!
    Está sendo uma deliciaaaaaa rsss
    Bjsss lindona!

    ResponderExcluir
  4. Gente, que amor! Adorei a autora, e isso me deu uma vontade enorme de ler algum dos livros dela! Super interessante a entrevista dela, enche a gente de curiosidade. Ô vida!

    Beijos,
    http://lendouniversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ela é uma fofa! E uma das perguntas foi justamente o que eu queria saber, sobre a "mudança" de gênero dos livros dela. A resposta foi diferente do que eu imaginei, mas realmente deu pra perceber que apesar de Golfinhos e Tubarões ser ficção, tem o romance e tal...

    ResponderExcluir
  6. Muitooo legal a entrevista!!
    A autora é mto atual e criativa, parabéns e tomara que seus livros cresçam cada dia mais!!!
    bjãoo
    Ana

    ResponderExcluir