A Formatura - Joelle Charboneau

Informações Técnicas


Edição: 1
Editora: Única
Ano: 2014
Páginas: 320
Comprar: Amazon e Submarino



Bem, esse é o desfecho de uma trilogia que se inicia com O Teste (Resenha AQUI) e segue com Estudo Independente (Resenha AQUI). Pelo fato de ser uma continuação, pode haver spoilers. Se quiser ficar livre deles, pule para após a primeira foto.

Nos últimos dois livros acompanhamos a história de Melancia Vale, e a sua jornada para tentar ser uma boa cidadã e ajudar com a prosperidade da Comunidade Nações Unidas. Ela se inscreve para O Teste, mas nunca imaginou que chegaria tão longe, e que o destino de toda a comunidade estaria nos seus ombros. 

Cia deve tomar várias decisões importantes, para que possa acabar com O Teste e cumprir o seu propósito de ajudar a Comunidade. Mas ela não sabe se seus amigos estarão com ela e se o amor de Thomas é forte o suficiente para encarar a dificuldade da missão que eles tem pela frente. O Teste final chegou, e Cia deve contar com os próprios instintos para sobreviver a essa guerra pela paz.



Eu nunca imaginaria que uma distopia pudesse me encantar tanto. Solicitei "O Teste" porque vi muitas pessoas lendo, e o Paulo do Fun's Hunter disse que eu não iria me decepcionar.  Mas encontrei mais do que isso: Encontrei uma distopia muito bem escrita e desenvolvida, onde faz valer o significado do gênero. 

A forma da sociedade, o contexto do pós guerra e toda a explicação para a aplicação do teste é simplesmente genial. Ela vai no fundo da sociedade e busca sentimentos comuns e banais e transforma em algo excepcional. Após uma guerra causada por diversos motivos, é criada uma sociedade onde se RESPEITA os líderes, e muitos são capazes de tudo para que a Comunidade das Nações Unidas possa viver em paz com revitalizações. São capazes de ver que as vezes o mal vem para o bem, mas que as vezes o bem não é tão bom assim.


Melancia Vale está em um ponto crítico da trama, e consegue cumprir todas as apostas que foram impostas a ela. Assim como na história, ela é uma personagem principal carismática, forte, e mesmo sendo uma excelente líder na maior parte do tempo, é guiada pelo coração e na maior parte do tempo, na essência que era no início da trilogia. 

Esta é a minha causa. Não posso fazer com que plantas cresçam, mas posso me comprometer a eliminar a corrupção deste solo. Talvez, se eu tiver sorte, algo forte e bom crescerá neste lugar.

Cia amadureceu demais e me encheu de orgulho em cada uma das decisões, porque por ser uma história narrada a partir da visão dela, eu pude ver cada receio, cada pensamento, cada sofrimento que a personagem sentiu ao fazer uma escolha. E ela mostrou cada pedaço dela de um jeito que era impossível não gostar. Ela não era "boazinha", ela era justa. E isso faz com que ela pareça real, que é algo que eu prezo muito em uma distopia.

Tem havido muitas mortes desnecessárias. O peso da vida dessas pessoas pressiona meu peito, dificultando a respiração. Em quem acreditar? Na presidente? Em Raffe? Em Tomas? Em mim mesma?

Assim como Cia, cada personagem criado pela Joelle é REAL ! Ele são normais, com medos reais, que são levadas a atitudes extremas em determinados momentos. Cada personagem foi essencial no desenvolvimento da trama, e conseguiu cumprir o seu papel de personagem principal. Porque Malencia pode ser a protagonista, mas ela não é menos importante que Thomas, Raff, Will, Zeen ou Stacia. Eles não são mais importante que Symon, ou Byrnes. 


Eu não acredito que exista mais o que falar dessa obra, apenas do final. Joelle não superou minhas expectativas. Ela as completou. No começo do livro (as primeiras vinte páginas) eu estava morgada com a leitura, mas daí isso foi substituído por um desejo de leitura voraz, e quando cheguei ao final não me decepcionei, pois encontrei exatamente o que eu queria: Um final esplêndido para um livro igual.

A diagramação dessa trilogia é incrível, não pode ser deixada de lado em nenhum momento. Os dois raios dessa capa são completamente explicáveis durante a obra e dá um charme a capa de forma incrível. Eu simplesmente INDICO essa série eternamente.

Quando termino, porém, o desenho no centro do círculo ligeiramente oval é inconfundível: dois raios cruzados.Um símbolo de poder. Da eliminação da ignorância. E de uma rebelião que tem que superar probabilidades absurdas para triunfar. Um símbolo que combina meu passado e meu futuro. E chegou a hora de esse futuro começar.

You May Also Like

11 comentários

  1. Bom já vi falar dessa trilogia O Teste, mas nunca havia lido a resenha de nenhum livro.
    Adorei essa resenha sobre A Formatura e me interessei bastante e pretendo começar lendo O Teste em breve,
    fiquei curiosa para conhecer mais um pouco sobre essa trilogia e saber a explicação para a aplicação do teste.

    ResponderExcluir
  2. Olá Tam
    Confesso que ainda não li nenhuma distopia, mas tenho muita curiosidade, pois sempre tem alguém que leu alguma e me indica.
    Essa trilogia parece ser boa, fiquei curiosa pra saber mais um pouco sobre ela.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Tamires!
    Tão bom quando uma série termina a contento, com um final que nos agrada.
    Não li ainda nenhum livro da série, acredita? Mas tenho muita vontade.
    Gosto das distopias e essa parece da boa com Cia como protagonista.
    “A sabedoria começa na reflexão.”(Sócrates)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  4. eu adoro distopias, mas confesso que ultimamente eu tava meio decepcionada tipo:ah eu já li isso antes e deixado esse estilo de lado. Já vi muita gente elogiando essa série e depois de uma resenha com tantos elogios eu tenho que ler. e o que mais me cativou na verdade foi a ideia dos personagens serem reais, essa frase me ganhou =) (e agora vc me deixou com sérios problemas, são duas séries na minha lista ...)

    ResponderExcluir
  5. Essa distopia antes não me chamava atenção porque não é o meu gênero favorito, mas depois de ler tanta gente fazendo bons comentários e recomendando, acabei me empolgando e colocando os livros na minha lista. Se você gostou tanto, apenas reforça a minha tese de que é muito boa. Quero ler!
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Tinha perdido a vontade de ler essa trilogia, mas essa resenha aguçou de novo minha curiosidade!
    Gostei de saber que os personagens são reais e a protagonista amadurece cada vez mais. E essa diagramação tá mesmo incrível!! *-*
    Amei a resenha! Bjo, Tam <3

    ResponderExcluir
  7. Tenho vontade de ler a trilogia de O Teste desde o começo desse ano, mas acabo colocando outros livros na frente e, por conta disso, ainda não comprei os livros </3 Eu amo distopia, esse foi o motivo de ter bastante vontade de ler a trilogia. Adorei saber que nesse livro os personagens tiveram um certo amadurecimento, isso remete que a escrita da autora é ótima. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Comecei a ler distopias e eu gostei muito. Essa série eu já li inúmeros elogios, mas realmente me faltou oportunidade de compras e começar a ler logo... Talvez até goste mais do que Divergente, pq odiei o final..aiai.
    O nome da protagonista eu não achei naad legal ou bonito, não sei se na língua que foi escrito Melancia não signifique a fruta, mas me atrapalha a entrar na estória qdo leio o nome, acho engraçado.
    Bom saber que a trilogia teve um final bom e que o nível de recomendação é alta!
    Vamos ver se leio ne?!
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro ler series e trilogias, mas sempre fico triste quando chego no ultimo livro e sei que não terá mais continuação. Essa trilogia esta entre os meus desejados, mas eu tenho essa mania de só começar a ler quando eu tenho todos os livros e assim poder ler um atras do outro. Acho todas as capas dessa trilogia lindas

    ResponderExcluir
  10. Olá, sou louca para ler essa distopia, até comprei o box só me falta tempo, já vi muitos elogios a ela e as outras resenhas aqui no seu blog mais ainda nao consegui ler nem o primeiro livro!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  11. Gosto de distopias, até o momento tive boas experiências com as obras que constroem suas histórias em torno dessa temática. Essa trilogia pode ser mais uma delas.

    ResponderExcluir