Beleza Perdida - Amy Harmon

Informações Técnicas


Edição: 1
Editora: Verus
Ano: 2015
Páginas: 332
Comprar 




Demorei pra vir fazer essa resenha por um motivo, e vocês vão saber no decorrer desta. Ainda é difícil comentar sobre Beleza Perdida, graças as inúmeras coisas que me foram apresentadas e que tive de lidar no decorrer da leitura, mas principalmente pela grandiosidade da obra, pela carga emocional que ela trás. Se preparem para uma resenha gigante, cheia de sentimentos.

Beleza perdida conta a história de Fern Taylor e Ambrose Yong. Ele, o cara mais bonito e importante do colégio, campeão de lutas e tudo que um homem precisa para chamar a atenção das mulheres. Ela, uma garota bonitinha, mas que não acredita que pode chamar a atenção de Ambrose, o rapaz por quem ela é completamente apaixonada desde a infância.

Ambrose mais quatro amigos vão para a guerra, acreditando que estão fazendo o melhor para o país e para se descobrirem.  Apenas um retorna. Ambrose não muda apenas sua essência, mas sua aparência. E vice versa. Enquanto isso, Fern continua apaixonada pelo guerreiro ferido, pelo rapaz que ganhou seu coração. Pelo menos, é isso que vem dizendo na sinopse, em tese. Beleza perdida é muito mais do que isso, muito mesmo.



E quando eu digo que Beleza Perdida é mais do que havia na sinopse, falo de essência. Não é apenas uma história de amor entre um homem e uma mulher, por mais que esse se faça bastante presente. Mas várias histórias de amor: Amor pela luta, Amor pelo país, Amor por um primo, Amor por uma mulher ou por um homem, Amor doentio. E com o amor, vem o sofrimento, o sofrimento de perda. E a forma de lidar com esta perda.

Beleza Perdida conseguiu ser tocante de diversas maneiras, com diversos acontecimentos. Após a morte desses quatro garotos, a cidade muda. Uma cidade que tinha tudo pra ser feliz, cheia de orgulho se transforma em poço de lamentações. E superações. Seja das famílias que perderam um rapaz cada, seja de Ambrose que perdeu quatro amigos (além de diversos outros conceitos e sentimentos que ali estavam), seja de Fern quando perdeu o amor que mantinha antes dele ir a guerra. Ter de encontrar felicidade em um lugar onde só há tristeza é muito complicado.


E é aqui que abro um parêntese gigante para falar de um personagem em particular: Bailey.

Bailey é primo de Fern, portador da Distrofia de Duchenne e não consegue mais andar por si só, sendo necessário o uso de cadeira de rodas (Se você não conhece sobre a doença, clique aqui pra saber mais). Ele não tem mais controle total das mãos, então sempre precisa de ajuda. Os médicos dizem que ele não chegará a vida adulta, que a doença dele é fatal, mas a cada dia Bailey dá a todos da cidade um motivo para acreditar na vida. Ele é radiante, engraçado, sem amarras, e demonstra todos os dias como a vida é linda e merece ser vivida enquanto ainda existe. Bailey não se abate, não tem medo, afinal já aceitou o destino. E é por isso que ele surpreende a todos com uma carisma, e um jeito peculiar que simplesmente é impossível de não amar.

Bailey ensina Ambrose, Fern, seus pais e todos os que perderam os rapazes para a guerra muito do que a vida poderia ensinar. Ele ensina a continuar vivendo. Ele me ensinou muito, muito. Ensinou a dar valor a minha vida, a vida de quem está lendo essa resenha agora. Ensinou a ver a parte boa da vida. 

Pense nisso. Não existiria tristeza se não tivesse existido alegria. Eu não sentiria a perda se não tivesse existido o amor. [...] Só preciso continuar me lembrando disso.

Com uma escrita única, tocante e especial, a Amy conseguiu deixar Beleza Perdida ainda mais especial. A forma de como ocorreu o desenvolvimento da obra não nos deixar cair no tédio ou largar o livro. É viciante, e quando a obra acaba, pelo menos eu não consegui encaixar as peças, não consegui me livrar dos personagens, dos acontecimentos, de tudo que Beleza Perdida trouxe. 


Não posso deixar de falar da edição maravilhosa da Verus Editora. Muito bem feito, traduzido. Sem erros de concordâncias, gramática ou algo parecido (ou se tem eu não notei, estava envolvida com a história). E a capa fala muito sobre a obra. Não é só um homem musculoso. É um homem da luta, que passou pela luta, sobreviveu mas perdeu um pedaço de si mesmo. Simplesmente incrível. 

Posso dizer que até agora, Beleza Perdida ocupa o lugar de melhor leitura de 2015. E está no Hanking das melhores leituras que fiz na vida. É um livro que todos deveriam ler.

You May Also Like

6 comentários

  1. Tami, quando terminei de ler Beleza Perdida me senti exatamente como você, não conseguia parar de pensar na história e sim, também é meu livro preferido do ano. Bayle com certeza é uma das melhores coisas do livro e a carga emocional da história pega a gente meio que desprevenido, mesmo sabendo que seria um livro emocionante pelo que andavam falando não imagina sentir tantas coisas e passas por sensações tão diversas. A essência dessa história é o que melhor há para se falar, ela é muito mais do que aparenta a primeira vista. Amei a resenha ♥

    ResponderExcluir
  2. Depois dessa resenha tão linda como não ler esse livro?
    Achei muito bom esse livro tratar de várias formas do amor, e estou louca pra conhecer o Bailey, esse personagem tão querido. Um livro tocante assim eu não poderia perder!
    Amei a resenha! Bjão, linda <3

    ResponderExcluir
  3. Tamiris!
    Adoro as releituras dos contos de fadas e A Bela e a Fera é a minha favorita.
    E que bom que podemos ter um aprendizado ainda maior para valorizar a vida, porque afinal, uma guerra não é para todos, os que voltam, mesmo intactos, trazem o trauma e quando traz um defeito físico piora tudo.
    “Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  4. eu já tinha colocado esse livro na minha lista de leituras, mas eu achava que a história desse livro era muito mais simples, um romance como vários outros que tem por aí. só que depois dessa resenha linda eu entendi que o livro trata mais de superação e amor dos vários tipos e definitivamente entrou p minha lista do eu preciso para ontem.
    fiquei louca para conhecer o Bailey e os ensinamentos dele.

    ResponderExcluir
  5. Ameeei a resenha, e já tinha lido umas 2 dele que também foram ótimas.
    To louquérrima por esse livro, a capa é instigante e a história mais ainda!!
    Parece ser lindo, porém, to achando que o final será triste....
    Quero muitooooo ele!
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Tamiris!
    O livro parece ser demais mesmo!
    Somente vi uma pessoa falando mal do livro até hoje.
    Eu quero muito ler, vou ver se leio no formato digital e depois compro o físico.
    Minha curiosidade só aumenta quando vejo as pessoas comentando e elogiando ele.
    Beijos!

    ResponderExcluir