Twittando o Amor - Teresa Medeiros

Informações técnicas


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 202
Comprar




Essa é a história de Abby. E ela já foi uma importante escritora, com direito a indicação e tudo. Mas vê sua carreira indo abaixo com a falta de criatividade para terminar outra obra. Em meio aos seus problemas, sua produtora diz para que ela crie um Twitter, afim de interagir com seus leitores. E assim o faz. E neste twitter ela conhece Mark Baynard, ele é um professor de língua portuguesa, e guarda um segredo. 




Sabe quando a gente procura um livro fluido, descontraído e fácil de ler?! Esse é o livro. Faz um tempo que eu o li, mas ainda hoje me sinto feliz em falar dele. Foi fácil. Por se tratar de conversas via Twitter, sempre é rápido a interação. A conversa flui, e nos vemos nos apegando aos personagens e esperar o próximo dia em que vão conversar. Nos apegamos aos personagens porque eles são extremamente engraçados, e tem ótimas tiradas.


A liberdade do anonimato podia ser inebriante até o momento que você percebia que estava rodeado por milhões de pessoas e nenhuma dava a mínima se você vivesse ou morresse.

A Única coisa que me incomodou um pouco foi o excesso de costumes e coisas dos Estados Unidos. Eles citam muitos filmes, músicas e principalmente PESSOAS de lá, e eu fiquei totalmente perdida as vezes aí tinha que parar a leitura pra pesquisar e depois dar continuidade. Aí tirava um pouco da fluidez da obra, mas fora isso o livro é fofo.



A diagramação é ótima, não encontrei erros de digitação ou conjugação, a capa é fofinha assim como o livro. a ilustração ficou a CARA do Twitter, e eu adorei. Enfim, quem quiser um livro pra curar ressacas literárias, esse é o livro.


MarkBaynard: O Twitter é uma eterna festa onde todos falam ao mesmo tempo, mas ninguém diz nada.

You May Also Like

7 comentários

  1. Tem capa mais fofa?? <3
    Já tinha ouvido falar do livro e acho a ideia super legal da narrativa ser em forma de bate-papo, o que é bastante dinâmica e interessante de ser lida. Como amo o twitter, sempre tive curiosidade em ler, principalmente por saber que o tema abordado neste romance é o namoro virtual.
    Bom, o livro já vai entrar pra minha listinha.
    Abçs Tamiris!!

    ResponderExcluir
  2. Tamiris, o que falar dessa fofura de capa de Twittando o Amor? Nada, simplesmente vamos a admirar. A estória de Abby já me encantou por ela ser uma escritora, ou ex-escritora, e ainda mais encantador o envolvimento de uma rede social em um livro. Outro ponto bem forte que despertou meu interesse para a leitura foi um comentário seu, "...um livro fluido, descontraído e fácil de ler...".

    ResponderExcluir
  3. A capa desse livro é muito fofa mesmo mas por enquanto não estou com ressaca literária por esses tempos mas vou deixar a dica anotada pra no caso de eu entrar numa kkk Adorei a resenha, nada como um livro meve pra nos deixar felizes né ? Kkk Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Hello!
    Ahhh..acho tao fofa essa capa!
    Gostei de saber que o livro é fluido, descontraído e fácil de ler, e pela capa parece que é mto lindinho tb.
    Eu ja li outros livros que citavam mto a cultura americana e fiquei perdida tb, nao entendi a graça e a referencia ficava mto vaga...mas fazer oq ne? Livro traduzido da nisso.
    Animei de ler e conhecer mais dessa historia.
    Beijos

    https://fuxixiu.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Amei a ideia da autora, e a história parece ser bem engraçada e fofinha!!!
    A capa é superlinda, e os quotes foférrimos!!!
    Faz tempo que está na minha lista de desejados!!! Espero lê-lo em breve!
    bjooos

    ResponderExcluir
  6. Preciso concordar contigo: a capa ficou com a cara do Twitter, além de extremamente fofa. Na verdade, foi o primeiro elemento que me chamou atenção no livro, achei ela meiga demais, fiquei com uma vontade enorme de conferir o conteúdo do livro. Gosto do fato da história ser narrada com o auxílio de tweets, acho que tem tudo a ver, é bem fiel ao enredo essa forma de organização. Muito bom saber que a leitura é leve e descontraída, confesso que eu também ia ficar um pouco perdida nas referências aos EUA, mas nada que uma boa pesquisa não resolva.

    ResponderExcluir
  7. que susto! quando comecei a ler a resenha, pensei que vc estava falando de uma autora real e ja fiquei pensando "tadinha.." hahahaha
    achei bem criativo isso de conversas pelo twitter. e moderno. hhaha
    é, realmente isso de citar muitas coisas de um país que você não tem muito conhecimento deve ser complicado.

    bjs

    ResponderExcluir