Entrevista: Yangsze Choo


Oi pessoal !!


Vocês não acreditam como a Yangsze é simpática, incrivelmente fofa e tudo mais. Claro, porque depois de escrever uma obra tão diferente, esperei que ela fosse estranha. Mas ela topou fazer uma entrevista com a gente, e hoje está aqui para vocês darem uma olhada nesse momento incrível com essa mulher incrível.

Olá Yangsze primeiro gostaria de agradecer a oportunidade de fazer essa entrevista com você. Assim, a primeira pergunta é a sempre, que é: De onde surgiu a ideia de escrever "A Noiva Fantasma"?

Eu sempre fui interessada em contos estranhos, e quando eu era uma criança na Malásia, parecia que amigos e parentes todos tinham histórias assustadoras para compartilhar. Na verdade, se você perguntar a qualquer pessoa na Malásia ou Singapura sobre histórias de fantasmas, as chances são que você vai ouvir sobre alguns eventos bastante interessantes e bizarros, a maioria dos quais ocorreu de primeira ou segunda mão! Eles ainda fazem notícia - Lembro-me de uma vez , houve alguma conversa nos jornais sobre uma senhora bonita de cabelos compridos que chamaria de crianças fora da cama à noite ... Totalmente assustador! E depois, claro, há tantos outros mitos e bebidas espirituosas locais. A Malásia é um país multirracial, com malaios, chineses e indianos, todos contribuindo seus próprios contos populares, e eu também li um monte de histórias clássicas chinesas sobre a vida após a morte, quando eu estava crescendo.Quando eu era criança, eu às vezes, ia ajudar a minha avó dobrar todos esses lingotes de papel pouco fora do ouro e da prata papel que ela deveria queimar. Era uma espécie de origami para os mortos, e ele sempre me fez perguntar o que exatamente aconteceu com todas as ofertas de funeral papel queimadas. Para onde eles foram? O que as pessoas pensam que aconteceu com eles? No festival dos “Fantasmas Famintos”, por exemplo, você ainda pode ver a queima de papel destas estruturas elaboradas - casas de papel, cavalos, criados, navios etc. - alguns dos quais são bastante enorme e deve custar uma grande quantia de dinheiro. Para os chineses tradicionais que praticavam o culto dos antepassados , a relação com as pessoas não necessariamente terminará após a morte – ainda existia muito após, como se estabelecer argumentos póstumos, e até mesmo arranjar casamentos.

Você apenas escreve ou exerce alguma outra profissão?

Eu sou um escritora, e também uma dona de casa e mãe :)

O que você está pensando sobre repercussões de seu trabalho em todo o mundo?

Eu nunca pensei que eu iria ser ao menos publicado, nem que alguém estaria interessado em ler sobre uma obscura (e bizarra!) prática de uma pequena parte no sudoeste asiático, por isso estou muito grata e animada que as pessoas ao redor do mundo, especialmente no Brasil, espero que tenham gostado!

Atualmente, está a escrever uma sequência de "A Noiva Fantasma", algum outro trabalho, ou simplesmente desfrutando os frutos do seu trabalho?

Agora eu estou tentando terminar meu segundo romance, outro conto estranho definido em 1920 Malaya colonial. Não é uma sequência, mas tem lugar em um mundo similar. E, claro, há fantasmas, tigres que se transformam em homens e espíritos do tamanho de um polegar mantidos em garrafas nele... Eu espero que os leitores se divirtam muito, embora eu sou aberta a escrever uma sequencia de " A Noiva Fantasma" no futuro!
(Atenção Darkside! Se ligue nessa notícia de cima!)

Tem algum autor (a) favorito (a)? Ele te inspirou de alguma forma no trabalho que escreveu?

Há tantos escritores maravilhosos que eu amo, mas agora na minha cabeça tem: Haruki Murakami, Jhumpa Lahiri, Isabel Allende, e Orhan Pamuk ... A coisa mais maravilhosa é ler um romance que te excita, e faz você querer escrever!

Você tem muito contato com seus leitores? Eles sugerem novas formas ou histórias em seu trabalho como autora?

Os leitores, por vezes, chegam no Twitter ou minha página do Facebook, https://www.facebook.com/yschooauthor , ou via meu blog http://yschoo.com/ que é cerca de leitura e comida. É tão divertido e interessante de ler pessoas de todo o mundo. A maioria dos leitores quer saber o que aconteceu com Er Lang e se ele vai ter mais aventuras. Isso sempre me faz sorrir, porque ele também é um dos meus personagens favoritos - inicialmente tinha apenas uma pequena parte, mas ele continuou assumindo mais e mais o livro!

Outra questão de interesse para todos os brasileiros (principalmente o meu): Você tem interesse de vir ao Brasil?

Eu definitivamente adoraria visitar o Brasil! Tenho vários amigos brasileiros e ouvi dizer que a comida é absolutamente deliciosa. Não há planos atuais, mas espero que seja na minha lista de viagens em breve.

Nós do “Pausa Para um Livro” e do “Fun’s Hunter” queremos agradecer a vossa presença aqui na entrevista. Por ultimo, você tem alguma mensagem para seus fãs brasileiros?

Gostaria de dizer muito obrigado por lerem "A Noiva Fantasma". Estou muito satisfeita por ouvir que existem leitores no Brasil que tenha gostado muito do meu livro, muito obrigada aos talentosos editores, desenhistas, e ao tradutor Leandro Durazzo da Editora Darkside para publicá-lo e fazer tudo isso possível. Eu não tinha ideia que o livro seria parecido e foi uma surpresa maravilhosa ao ver uma capa tão bonita, bem como todas as pequenas surpresas que eles colocam dentro dele. Muito obrigado por me ter em seu blog - tem sido um prazer e uma honra!
Ela foi simplesmente incrível em todos os momentos, e continuamos conversando. Ela é super simpática, e você pode encontrá-la em seu site, como ela mesma disse. Fiquei muito feliz em saber que está escrevendo outro romance malaio, mesmo não sendo a tão sonhada continuação. Adorei a escrita dela, e a forma como desenvolve a história então tenho certeza que irei amar qualquer livro que a mesma publique.

Gostaram de conhecer a Yangsze?

Beijos

You May Also Like

7 comentários

  1. Ela parece se tão simpática <3 da mais vontade ainda de amar o livro <3 e eu acho que a delicadeza da narrativa dela me prendeu desde o início do livro. Eu to realmente apaixonada pela Noiva Fantasma <333 sou fã já dessa mulher *_*

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito de conhecer ela, pelo que ela disse a Malásia é um país fantástico, quantas lendas e histórias interessantes, agora dá para entender como ela consegue escrever uma história tão boa, embora ainda não tenha lido o livro, pelos comentários e pela sua resenha deu para ver que o livro é nota 10. Achei muito legal a entrevista, a autora me pareceu alguém muito acessível. Enfim, amei o post, é muito legal poder conhecer os criadores de história tão boas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Amei, amei <3
    Muito fofa essa moça! Também pensei que ela seria meio estranha por causa do livro haha
    Quero muito ler A noiva fantasma e espero que os proximos livros delas venham para o Brasil também!

    ResponderExcluir
  4. nossa!!!
    parabéns pela entrevista, pelo jeito ela é super fofa!
    tenho que concordar a primeira pergunta q eu faria para qualquer autor é a mesma:de onde vem a inspiração?
    e eu adoro ver as respostas pois sempre vem algo diferente
    eu quero muito ler a noiva fantasma,adora essas histórias que são fora da nossa cultura, ainda por cima da ásia =)
    ela gosta do murakami!!! só li um livro dele e adorei ;)
    torcer para ela vim p Brasil (e mais ainda dá para eu ir no evento, já que raramente vem p cá...)

    ResponderExcluir
  5. Ahhh que autora mais querida, adorei a entrevista dela, simplesmente fiquei mais ansiosa ainda para ler A Noiva Fantasma e fiquei muito feliz em saber que ela pensa em escrever um continuação para o livro e continua escrevendo.
    Simplesmente adorei essa entrevista.

    ResponderExcluir
  6. Olá!!
    Parabéns , o Blog ta me encantando com as entrevistas e os entrevistados.
    amei a entrevista mesmo, e espero que ela coloque logo o nome do Brasil na lista de viagem dela, quero AUTOGRAFO rsrs
    Bjocas

    ResponderExcluir
  7. Maravilha. Adorei a entrevista!
    Parabéns para o blog pelo trabalho. É sempre bom conhecer mais sobre os autores.
    Abraço

    ResponderExcluir