Entrevista - Tatiane Durães

Olá pessoal !!

Trouxe para vocês hoje uma entrevista linda com essa autora do meu agrado, que é a Tatiane Durães. Ela foi extremamente simpática e foi um prazer fazer essa entrevista com ela.


Blog: Olá, primeiramente gostaria de agradecer sua participação nesse especial.  Fale-nos um pouco sobre a figura de Tatiane Durães.

TD: Eu sou uma menina mulher... Me acho velha para certas coisas, mas tenho vontade de fazer coisas que considero para jovens. Rs... Adoro tatuagens. Sou apaixonada por minha família, sou louca pelo meu filho e nosso passa tempo favorito é jogar vídeo game.

Blog: Depois de fazer histórias de aventura, ficção, porque resolveu passar para o estilo de Romance de Época?

TD: A história surgiu em minha mente assim, de época. Não foi nada pensado ou planejado, a ideia veio pronta e a oportunidade de escrevê-la deu-se quando um concurso de romances foi aberto no Paraná.

Blog: Qual foi o seu processo de escrita de “Desejo e Honra”? Você pesquisou sobre a história de Minas Gerais na época que usou no livro?

TD: Sim, pesquisei muito. Era minha principal preocupação. Minha personagem já não é muito comum; uma ladra de joias em 1890. Então, o restante tinha que ser o mais fiel possível com a época em que a história se passa. Estudei a história de Minas, da construção das hidrelétricas, das roupas intimas femininas...

Blog: Sua personagem cativou a muitos leitores por serem exatamente o oposto do que as personagens de romance de época. Qual foi o seu intuito ao escrever sobre a história de amor entre uma ladra e um conde?

TD: Na verdade, como eu disse na pergunta anterior, não foi uma coisa pensada. Quando eu estava trabalhando, a ideia veio pronta. Uma ladra, um conde, em Minas Gerais e tinha que ser de época. Poucas coisas foram pensadas durante a escrita, ou arrumadas, pois a história estava completa em minha mente.

Blog: Como o livro foi aceito entre os brasileiros?

TD: Por enquanto está sendo bem aceito. É claro que não agrada a todos, o tempo todo. Mas tenho consciência de que nem todos gostarão.

Blog: O que você achou mais complicado ao entrar no mercado editorial nacional? E o que achou mais prazeroso?

TD: O mais prazeroso com certeza é o retorno dos leitores. Principalmente quando eles gostam da história. É gratificante, é motivador.
O mais complicado é exatamente chegar ao coração dos leitores. Alguns ainda tem certo preconceito com a literatura nacional. Seja porque não conhecem os mais atuais, ou porque leram algo que não gostaram e hoje generalizam.

Blog: Você pretende escrever algum outro romance de época, ou vai voltar para a ficção?

TD: Eu tenho vontade de trabalhar e melhorar o “Desejo e Honra”. Alguns leitores pediram uma versão estendida da história. A revisão não ficou das melhores e adoraria uma capa nova. Por enquanto não surgiu nenhuma outra história desse gênero, mas se a ideia aparecer, com certeza eu a escrevei.

Blog: O que gosta de fazer no seu tempo livre?

TD: Gosto de ler, escrever, ouvir música, jogar vídeo game com meu filho, assistir filmes e desenhos.

Blog: No seu mundo de leitora, quais os seus autores favoritos e o que você aprendeu com eles?

TD: Cada autor, cada história, seja ela pessoal ou profissional, tem algo de bom para ensinar. O que eu mais gosto nos autores nacionais, é a possibilidade de aprender com eles, com suas histórias. Sou muito fã, mesmo sem ter lido os livros, do Eduardo Spohr. Ele investiu sem medo em sua carreira, apostou em sua história e hoje está fazendo sucesso. E apesar disso, ainda é um cara muito gente boa.

Blog: Agradeço a sua participação nessa entrevista. Deixe alguma mensagem para os seus leitores.

TD: Eu quem agradeço. Agradeço o carinho e o apoio, por parte do blog. Muito obrigada!! E aos leitores, só posso convidar para conhecer a história da Amanda, em “Desejo e Honra”. Espero que possam se aventurar por Monte Fino e acompanhar o romance entre uma ladra de joias e o conde do ouro. 

Tem como não amar?! Sério gente, conheçam a história de Desejo e Honra. Pra começar, conheçam a minha resenha sobre a obra AQUI.

You May Also Like

8 comentários

  1. Oii!
    Mto bacana a entrevista, ela realmente eh uma fofa, não li o livro ainda, mas já sei que o conteúdo eh mto bom pelo que li na resenha, qro ler!
    Parabéns pela entrevista Tamiris!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Super simpática essa moça!
    Acho bem legal saber como foi o processo de criação de uma obra, pois dá pra sentir o amor e a dedicação que o autor tem pela obra.

    ResponderExcluir
  3. Oi Tamiris.
    Já tive o prazer de ler o livro Desejo e honra da autora, e me apaixonei, a escrita dela é muito boa, e essa menina mulher é uma fofa, muito simpática, amo muito romances de época e espero em breve esta desfrutando de mais uma obra sua.
    Boa Tarde

    ResponderExcluir
  4. Legal a entrevista, parabéns. O que sempre gosto de ver é quando falam do processo de escrita e como surgiu a ideia. Além das pesquisas. É sempre bom quando aquele livro que você lê tem bastante coisa da época que foi ambientada e pode até passar um pouquinho de história do local e etc de uma forma gostosa de conferir. Acho que seria bacana se ela escrevesse uma versão estendida da história mesmo, pois foi por ser tão "rápida" que me deu uma desanimada pra ler. Mas enfim, sucesso para a autora e quem venham mais livros por aí!

    ResponderExcluir
  5. Oi Tamiris!
    Achei a autora uma fofa! Uma menina mulher como ela mesma disse! Já tinha ouvido falar dela, mais não sabia que ela passeava por tantos gêneros literários.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Tomara que ela faça uma versão estendida. Como amo livros com muitos detalhes, ficaria perfeito. Tudo de bom pra essa fofa, que venha muitos e muitos livros.

    ResponderExcluir
  7. Muito legal a Tatiane, bem simpática!!
    Faz meses que quero ler o livro dela, parece ser muito legal e bem escrito!!!
    Interessante a mocinha ser uma ladra, achei muito massa.
    bjss

    ResponderExcluir
  8. Achei a autora super simpática. Não sabia que ela já tinha livros de outros gêneros, e achei bem legal ela se deixar levar por sua ideia, sem muito medo do que os outros pensassem, só escrevendo o que estava em sua cabeça, e de certa forma inovando no gênero. Como sempre comento nas entrevistas, é ótimo conhecer o autor por trás da obra, como ela construiu aquela história. Eu amei, e espero que ela consiga executar uma obra estendida. Parabéns pela entrevista, gostei muito.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir