Belgravia - Julian Fellowes

Informações Técnicas

Edição: 1
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 368
Compre



Quando fui convidada pela Intrínseca para ler Belgravia, eu fiquei super feliz e ao mesmo tempo temerosa. Todo mundo sabe que eu amo romances de época por retratar um período tão antigo, e isso me deixa feliz. Porém, esse não é um romance de época, mas sim um romance histórico, e me deixou temerosa. Mas como criador de Dowton Abbey, Julian conseguiu trazer maestria, e me mostrou um livro incrível.

Belgravia é uma série que começa na época da Batalha de Waterloo, em 1815, mais precisamente no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.

No baile estão James e Anne Trenchard, um casal riquíssimo com uma bela filha, Sophia, por quem Edmund está interessado romanticamente. Porém um acontecimento muda a história de muitas pessoas, e mesmo após 25 anos, quando se reencontram, ainda há feridas não saradas. E agora nos resta saber o que vai acontecer, quando fofocas e intrigas terríveis inflamam mais ainda essas duas famílias.



Foi uma experiência muito divertida e diferente ler essa obra. Nunca li Romances históricos, e me aventurar em Belgravia foi esplêndidos. Não há romance. Há intrigas, muitas. Inicialmente ainda começa, porém esse acontecimento leva a uma sequência que simplesmente afeta as duas famílias inteiras. Preciso dizer que Julian sabe criar personagens fortes. O que ele fez com a Anne e a Caroline, elas são extremamente fortes, destemidas e com uma carga emocional gigante.

"Havia momentos em que Anne Trenchard ficava irritada com os filhos. Eles sabiam muito pouco da vida, apesar do ar de superioridade. Tinham sido muito mimados desde a infância, estragados pelo pai, até que ambos tomaram a própria boa sorte como garantida e mal pensavam nela. Eles não sabiam nada sobre a jornada que seus pais haviam empreendido para atingir a posição atual, enquanto a mãe se lembrava de cada mínimo passo em terreno pedregoso."

A trama criada pelo autor é intrigante, e você fica se roendo com cada situação que ele nos faz passar. Adorei também toda a parte histórica que ele colocou, como o fato de sabermos quem é Charles Pope, porém ao mesmo tempo saber que os personagens ficam no escuro com relação a ele e os acontecimentos é fantástico. Outra coisa que eu amei, foi a escrita irônica que o autor usou para retratar problemas na sociedade, como por exemplo a relação patrão x empregado.


A leitura é muito agradável porque acompanha várias famílias de diferentes classes que se enroscam em um trágico mal-entendido. O autor revela apenas o suficiente para manter o leitor interessado no que vai acontecer a seguir. Quem gosta de Downton Abbey vai amar essa série. A sociedade, trama e contexto histórico são muito similares, e a escrita do autor ajuda muito a entrar nesse universo, tanto que me fez começar a assistir a série, que eu não havia assistido ainda. 

Preciso comentar também a diagramação da obra, que é super linda. Essa capa é rica em detalhes, e a diagramação interna tá ótima, assim como a tradução que não pecou em nenhum momento. Adorei ler essa obra, e super a indico a todos. E gostaria de agradecer a Intrínseca pela parceria pontual, foi ótimo ler essa obra.


You May Also Like

13 comentários

  1. Fiquei interessada nesse livro por ver falando de Downton Abbey. Disseram que lembrava e já tenho trecos de saudade daquela série, então adorei saber que era do criador dela e parecia um pouco.
    Gosto de romances desse jeito, com base histórica para aprender alguma coisa ou ao menos dar vontade de ir lá pesquisar e ver se é aquilo mesmo, conhecer os personagens melhor e tal. Sobre a escrita dele é que fiquei meio pé atrás, mas já gostei de saber que é boa, pode te deixar se roendo e tem até um tom irônico no meio. Deve ser gostoso e interessante de ler.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Já tinha visto este livro e de cara achei muito linda a capa. Esta é a primeira resenha que leio do livro, e confesso que achei bem curioso se tratar de um romance histórico e não de época. Fiquei bem interessada pelo livro.

    ResponderExcluir
  3. Tamires!
    Romances históricos são ricos pela vestimenta, lugares e cultura totalmente diferentes da nossa.
    Belgravia me parece ainda mais interessante por suas intrigas, e pelas famílias envolvidas.
    “A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma”. (Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Não conheço a série e consequentemente nem o autor, mas pela teia de intrigas achei interessante. Só uma pergunta: quem é Edmund? Não sei se eu que não entendi errado ou é algo histórico que está implícito...
    Outra coisa, Tamiris, o que você acha que fazer outro post com diferença entre termos de livros, mas dessa vez com romance histórico e romance de época? Eu pelo menos achava que eram a mesma coisa até você dizer que gosta muito de um mas ficou temerosa por ser outro. Fica a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana,

      primeiramente: Obrigada pela visita.

      Edmund é um jovem de família extremamente rica e importante, onde os pais dele acha que ele se relacionar com filha de comerciante é como matar a própria familia.

      Sobre o post de diferenciação de gênero, ele já existe: http://www.pausaparaumlivro.com.br/2016/05/post-aleatorio-romances-historicos-e-de.html

      Espero que possa dar uma olhada.
      Beijos.

      Excluir
  5. Aprendi a amar romances históricos... linguagem diferente...completamente diferente... enfim.
    Sua resenha está incrível!
    Por incrível que pareça, eu me amarro quando o personagem masculino do livro é arrogante kkk isso é estranho... mas aprecio muito... acho que torna as coisas um pouco mais interessante.
    Vou procurar este livro.

    ResponderExcluir
  6. Não gosto muito deste gênero, mas pelo que li em sua resenha é uma ótima indicação para quem gosta. Confesso que mesmo não gostando tanto do gênero, fiquei um pouquinho curiosa para conhecer mais detalhes do enredo por trazer um pouco da série Downton Abbey, que nunca assisti, mas vi algumas chamadas na TV e me deu curiosidade. Gostei também do livro focar nas intrigas e não no romance. A capa é realmente muito bonita.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca li nenhum romance histórico, romance-romântico, sabe? Nao sei se esse livro é o caso, mas fiquei muito interessada nele, principalmente por causa desse jogo entre famílias de diferentes classes, tem toda uma trama articulada por trás. Gostei de saber sua opinião e que ótimo que você teve uma boa experiência.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bom?
    Ainda não li nenhum romance histórico, creio que como você ficarei também temerosa, fico feliz que tenha gostado do livro, pela resenha ele realmente me parece ser muito bom, e gosto de livros que nos intrigam e nos prendem, espero ter a oportunidade de ler.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Eu amo de paixão Romances Históricos, amei a Premissa desse essas intrigas me mantém muito cativada a história, amo personagens fortes e tenho certeza que essas mocinhas irão me.conquistar, enfim adorei e fico muito feliz que você também gostou, achei a capa absolutamente linda.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  10. engraçado questão de gosto vc adora romances de época e não gosta de romances históricos, eu já sou o contrário não consigo ler os de época (tentando mudar isso o pior é que agora já nem sei por onde começar), mas adoro os históricos principalmente por causa das tramas e intrigas
    e agora sabendo que o autor faz com maestria mais um para a minha lista de leituras

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tamiris...
    Que capa linda desse livro... Se eu tivesse que escolher um livro pela capa, esse seria um deles... Adoro romances históricos, ainda mais porque sempre são ricos e cheios de detalhes, e muitas vezes capazes de nos transportar para o momento onde a história se passa...Fiquei super curiosa para saber qual é esse acontecimento que você citou que muda a história de muitas pessoas. Acredito que a escrita irônica do autor acaba deixando a trama mais leve. Com certeza Belgravia entrou para a minha lista de leituras.
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro romances de época e mais precisamente os históricos, onde consigo saber mais sobre o local em que se passa. Belgravia foi um lançamento que me chamou a atenção pela capa e pela divulgação que a editora fez. Adoro livros desse gêneros que influem no emocional e em família, principalmente quando mostrando diferentes classes sociais. Desejado!

    ResponderExcluir