Psicose - Robert Bloch

Informações Técnicas

Edição: 1
Editora: DarkSide® Books
Ano: 2013
Páginas: 240




Ler essa obra foi uma experiência inovadora. Começaremos pela história: Mary, trabalha em uma imobiliária, e após receber uma grande quantia em dinheiro se vê fugindo com ele para construir  sua vida em outro lugar. No meio do caminho, ela resolve parar em um local pra dormir, e acaba encontrando o "Bates Motel", um estabelecimento localizado em uma rodovia isolada e administrado por Norman Bates. O problema é que a mãe de Norman não gosta nem um pouquinho da garota.

A irmã de Mary acha estranho o sumiço da irmã e vai procurar Sam, o namorado dela. Juntos eles vão tentar buscar saber mais sobre o desaparecimento da irmã, e vão encontrar uma história muito mais macabra do que esperavam.


Eu travei por um bom tempo em começar essa obra porque tinha medo. Sim, eu sou muito medrosa. Porém quando resolvo encarar, vou firme e forte. E assim aconteceu com Psicose. Eu tentei ler na Maratona Literária do ano passado, mas não consegui concluir. Mas pouco depois eu peguei pra concluir, e nossa, chegou o tempo para eu ler essa obra. E como achei incrível esse livro.

O pequeno buraco era apenas uma rachadura na parede do outro lado, mas ele conseguia ver através dele. (…) Via o suficiente. Deixe as vadias rirem dele. Ele sabia mais sobre elas do que podiam imaginar.

Ele é um terror que lhe enche de medo por motivos de falar simplesmente de doença psicológica. A psicopatia é abordada na história de uma forma sutil, porém com maestria. Em algum momento eu imaginei o final da história, mas a ideia foi descartada na minha cabeça, mas no final Robert conseguiu me dar um final simplesmente incrível e macabro.

"Norman não gostava de se barbear por causa do espelho. Havia linhas curvas nele. Todos os espelhos pareciam ter ondas que feriam sua vista."

Com uma narrativa clássica e interessante, mas ao mesmo tempo simples e cativante, se estiver no tempo certo se faz uma leitura em poucas horas. Os personagens são ótimos, e o Norman é de tirar o nosso juízo fora. Em muitos momentos eu não sabia o que sentir pelo personagem. 


A edição da Darkside é simplesmente incrível, não posso negar. Tanto a capa quanto o trabalho de diagramação que foi feito é de deixar a leitura ainda mais fluida. Não encontrei nenhum erro de digitação, gramática, comprovando a tamanha atenção que eles dão a obra. Indico para todos os amantes de terror e/ou clássicos. É uma obra excepcional.

You May Also Like

10 comentários

  1. Tamires!
    É uma obra clássica.
    Já assisti e filme, a série e tudo o mais, porém ainda não li o livro, acredita?
    Norman é realmente um tremendo psicopata, mas tem toda uma história relacionada a sua mãe que o torna assim e isso é o mais legal...
    “A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Já tinha visto este livro, mas nunca procurei saber do que se tratava. Confesso que fiquei extremamente curiosa por se tratar de um livro de terror. A Darkside sempre arrasa nas edições, já está na minha lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti Psicose sem saber do que se tratava há alguns anos atrás e me apaixonei muito pela história! O final nunca tinha passado pela minha cabeça, mas hoje acho que foi uma sacada muito genial do autor. Ainda não li o livro, mas o Norman do filme também me irritava bastante, no final isso passa, mas ainda assim os trejeitos dele são bem estranhos. Espero que no livro o Robert tenha explorado mais a personalidade do investigador, é o meu personagem secundário preferido no filme.

    ResponderExcluir
  4. Oi Tamiris.
    Confesso que assim como você, sou muito medrosa para essas coisas, fique bem curiosa para ler o livro amo quando ha esse suspense todo por trás da história, a coisa toda do sumiço da Mary e da investigação que sua irmã faz enfim adorei.
    Bom Dia.

    ResponderExcluir
  5. como sempre a darkside arrasando na edição
    esse livro é clássico e deu origem a um dos clássicos do cinema e só por isso já estava na minha lista a tempos
    bom saber que a narrativa é cativante e simples mais motivos para ler
    o norman é meio complicado de definir, né?

    ResponderExcluir
  6. Ainda não assisti ao filme, mas já vi alguns episódios da série inspirada em Norman, só que na fase juvenil. Ainda não li o livro, mas quero muito. Como já sei o mistério do livro, não tenho tanta curiosidade com relação ao mistério do que acontece com Mary, mas quero muito ter este livros nas minhas mãos, imagino mesmo que a diagramação deve ser belíssima, afinal é da DarkSide né..rs... Eu tenho medo de terror também, mas só quando envolve espíritos, neste caso não tenho não..rs... Outra coisa que gostei é dos detalhes da personalidade do Norman, ler isso deve ser muito legal, de ficar doido mesmo...rs..
    Amei a dica e a resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bom?
    Como você eu sou muito medrosa, não leio terror e nem penso em ler terror hahahahah, fiquei curiosa para saber o que acontece com a Mary, mas ainda tenho duvidas se devo me aventurar ou não.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  8. Também sou uma medrosa pra esse tipo de livro, mas ele me deu uma vontade de conferir por causa do filme. Sempre tive curiosidade de assistir. E parece ser bom mesmo, é um livro muito elogiado. O lado psicológico dele é o melhor. Tinha achado que dava mais medo, só que vendo falar ele parece é abrir os olhos para algumas doenças do tipo. Causar o terror porque a gente fica imaginando uma pessoa com aquilo ou coisa assim em nossas vidas. Já imaginou?
    Ele parece ser bem escrito, então deve render uma baita leitura mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Oi Tamiris...
    Descobri algo que temos em comum: medo!!! rs... Nunca tive coragem de pegar esse livro para ler ou assistir à adaptação... As edições da Darkside são sempre incríveis... Já fiquei apreensiva só lendo sua resenha e sabendo que o livro trata de uma doença psicológica, mesmo que de forma sutil. Pretendo deixar esse meu medo de lado para poder em algum momento fazer a leitura desse clássico e descobrir realmente o que aconteceu com Mary e qual será o desfecho macabro dessa história horripilante. Adorei a resenha...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  10. Eu sou muito medrosa também, até hoje não assisti o filme apesar de ser um clássico. Vou procurar ler o livro primeiro, se eu conseguir encarar o livro, ai assisto o filme lol
    Escritas de Verão

    ResponderExcluir